Mais de duzentas mulheres celebram o dia da Mulher Rural celebrado na Manhiça

on .

O dia da mulher rural é comemorado internacionalmente no dia 15 de Outubro. Em virtude das eleições presidenciais e legislativas que se realizaram nesta data em Moçambique, a celebração decorreu a 24 deste mês, na vila da Manhiça, a norte de Maputo.

A ocasião reuniu pouco mais de duzentas mulheres camponesas de vários distritos e localidades da província de Maputo e constituiu um espaço para trocas de experiência e reafirmação da importância das mulheres para viabilizar a sua luta pela soberania alimentar.

Declaração da III Conferência Internacional Camponesa sobre Terra

on .

Com uma presença de cerca de 250 participantes (Camponeses, Camponesas e convidados), entre eles Mulheres, Homens, Jovens e Lideranças Camponesas de todas províncias do Pais, em representação dos mais de 100 mil membros da União Nacional de Camponeses – UNAC, movimento camponês de Moçambique, que há mais de 25 anos luta pelos direitos sociais, económicos, políticos e culturais dos camponeses e camponesas e pela Soberania Alimentar, reunimo-nos em mais uma Conferência Internacional Camponesa sobre Terra, nos dias 1 e 2 de Outubro de 2014, no Centro de Conferencia das Telecomunicações de Moçambique, na cidade de Maputo.

Esta conferência decorre numa altura em que em África, e em Moçambique em particular, a cobiça por terras agrícolas tem vindo a se agudizar, constituindo novas oportunidades para a expansão e acumulação de capital por parte dos chamados investidores internacionais, por vezes em conivência com algumas das nossas elites económicas e políticas.

Roma: Encontro Mundial de Movimentos Populares

on .

Comunicado de Imprensa

 27, 28 y 29 de Outubro de 2014

Diversos movimentos representativos dos excluídos, junto ao Pontifício Conselho de Justiça e Paz da Academia Pontifícia de Ciências Sociais, com o apoio explícito do Papa Francisco, impulsamos o Encontro Mundial de Movimentos Populares que acontecerá de 27 a 29 de outubro de 2014.

Nos alegra enormemente a possibilidade de fazer ouvir a voz, de dar visibilidade aos excluídos, dentro do Vaticano. Agradecemos profundamente ao Papa Francisco esta possibilidade, uma nova demonstração do permanente acompanhamento e aproximação, não somente em direção aos que sofremos injustiças, mas também em direção aos que nos organizamos e lutamos contra as mesmas injustiças.

izmir escort
  • elektronik sigara ukash e sigara