Milhares de Camponeses de Cabo Delgado Mobilizam-se em Celebração do dia Internacional do Camponês

on .

IMG-20150415-WA0017(Cabo Delgado, 15 de Abril de 2014) - União Provincial de Camponeses de Cabo Delgado (UPC), um movimento de Camponeses desta Província e membro integrante da União Nacional de Camponeses de Moçambique (UNAC) e da Via Campesina (organização mundial de camponeses) que luta pela defesa dos direitos e interesses dos camponeses, mobiliza mais de cinco mil camponeses em celebração do dia 17 de Abril, dia Internacional do Camponês. As jornadas de luta e mobilização iniciaram na segunda-feira última e culminarão com uma marcha no dia 17 de Abril, a ter lugar no Distrito de Balama, Comunidade de Nacaca.

Camponeses Africanos unidos contra as Corporações Transnacionais

on .

DECLARAÇÃO DO ENCONTRO

Maputo, Moçambique, 20 de Fevereiro 2015 – Nós, mais de 40 camponeses, homens e mulheres, de Moçambique, África do Sul, Zimbabué, Tanzania, Costa do Marfim, reunidos em Maputo de 17 a 20 de Fevereiro 2015 para debater o estado do poder corporativo e como este está a afetar as nossas vidas como agricultores e trabalhadores rurais.

Temos aprendido como as corporações transnacionais destroem a dignidade humana o quão destrutivas elas têm sido para a Mãe Terra. Nós sabemos da intenção corporativa de eliminar o campesinato Africano em favor da agricultura industrial que promove a monocultura intensiva para produzir mercadorias para exportação.

Como membros do Movimento Internacional de Camponeses, La Via Campesina, estamos articulados em solidariedade com os mais de 1 milhão de camponeses e camponesas mundo afora que, como nós, têm a responsabilidade de alimentar os Povos.

17 de abril: Dia das Lutas Camponesas contra as Transnacionais e os Tratados de Livre Comércio

on .

COMUNICADO DA VÍA CAMPESINA

(Harare, 30 de março de 2015) A La Vía Campesina Internacional definiu o dia 17 de abril como o Dia Internacional das Lutas Camponesas, para expor e denunciar a criminalização dos protestos, as perseguições e a violência que o campesinato enfrenta diariamente com a implementação do modelo neoliberal e do agronegócio no campo. Para o Movimento Internacional de Camponeses, é urgente agilizar a aprovação da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Camponeses e outras pessoas que trabalham em zonas rurais, como ferramenta de luta para garantir uma vida digna no campo.

Este 17 de abril de 2015, a La Vía Campesina Internacional centrará a sua mobilização nos impactes das Empresas Transnacionais e dos Tratados de Livre Comércio sobre a Agricultura Camponesa e a Soberania Nacional.

izmir escort
  • elektronik sigara ukash e sigara