UPCT CRIA CIRCULOS DE ESTUDO/ INTERESSE

on .

A UPCT-União Provincial de Camponeses de Tete criou 91 Grupos/ Círculos de Estudo, em 8 distritos, para se ocuparem da resolução dos problemas que afectam a família camponesa, a partir das associações. Os mesmos contam com cerca de 1.340 membros, dentre os quais, 301 mulheres.

Resolução de problemas

O Plano Estratégico da UPCT, em implementação, preconiza a criação deste tipo de fóruns, com vista à resolução dos vários problemas que têm assolado os membros e, consequentemente, travado o crescimento das suas Organizações.

A Parceira We-Effect, apoia na capacitação desses Grupos/ Círculos de Estudo e em materiais afins de trabalho.

 Colaboração institucional

Cada Grupo, cujo presidente é eleito internamente, reserva um dia em cada semana, para resolver os problemas/ conflitos que afligem a Comunidade ou a Associação; e quando necessário, solicita intervenção/ assessoria de Técnicos da Agricultura, Saúde, Acção Ambiental, etc, conforme a natureza do problema.

Circuito de Supervisão

Cada Distrito tem um Organizador Distrital, que supervisiona os trabalhos dos Grupos/ Círculos locais, sendo estes, supervisionados pelo Organizador Provincial.

CAMPONESES DE NAMPULA LANÇAM A SEMENTE

on .

Camponeses de Nampula empolgaram-se com a chuva caída em Outubro, e lançou a semente à terra.

Enquanto isso, Ernesto Ludes, Director do SDAE de Murrupula, entregou, recentemente, 2 tractores, aos camponeses locais, como contribuição do governo, no processo de produção. Os tractores já estão desbravando a terra dos camponeses, ao preço de 2.500,00MT/ hectar, destinando-se, a receita, aos custos de combustível e manutenção, segundo palavras de Ludes. Na mesma ocasião, enxadas e sementes foram, igualmente, distribuídas a camponeses previamente seleccionados.

Outra boa perspectiva de produção, está relacionada com a castanha de caju. Com efeito, o Incaju e seus parceiros têm estado a fomentar a prática e a pulverizar os cajueiros. Os produtores, entretanto, dizem esperar, desta vez, por uma comercialização justa, “prática que não tem sido prática”, segundo eles.

AJUDA ALIMENTAR CHEGA A CHEMBA

on .

Na sequência da estiagem que vem assolando grande parte do País, a Oxfam, em parceria com o CCM-Conselho Cristão de Moçambique, predispuseram-se, recentemente, a ajudar, com géneros alimentícios, 4.500 famílias, dos Postos Administrativos de Mulima e Chiramba, no Distrito de Chemba, Província de Sofala; enquanto o PMA-Programa Mundial de Alimentação, assiste 6.000 famílias da Vila-Sede de Chemba, através do Projecto “Comida pelo Trabalho”.

 

porno film izle
  • elektronik sigara ukash e sigara